Blogue de uma Encarregada de Educação

Arquivos

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

A Ver:

Posts recentes

Há algumas coisas que me ...

Coisas que nunca mudam

Professores portugueses s...

O medo dos pais

Sugestão

Curiosidades...

Férias e muita brincadeir...

"Apenas" uma sondagem

Maria de Lurdes Rodrigues...

Hoje não aplaudo o Minist...

Associações de Pais e Enc...

Bitaites há muitos. Opini...

Homenagem aos bons profes...

Maria de Lurdes Rodrigues...

Sindicatos dos professore...

Educação e Cidadania anda...

A Memória Curta e os Sind...

Debate Nacional sobre Edu...

Dar Futuro ao Interior / ...

Concessão de equivalência...

Explicações : ou a insufi...

Ainda as Tecnologias

Novas Tecnologias

Professores incapacitados

Ainda sobre euros - Refei...

Apenas algumas das mudanç...

Porque estou contente com...

Posts favoritos

Apenas algumas das mudanç...

Maria de Lurdes Rodrigues...

Bitaites há muitos. Opini...

Professores incapacitados

Educação e Cidadania anda...

Dar Futuro ao Interior / ...

Terça-feira, 5 de Setembro de 2006

O medo dos pais

Esta coisa de ter crescido já em Democracia, deixou-me com algum defeito genético para compreender o Medo. Oiço na sic notícias um senhor de bigode a falar pela Fenprof , daqueles que deve dar tantas aulas como eu, preocupadíssimo com a avaliação dos professores e o papel que os pais possam vir a ter nessa avaliação. Tanto medo, tanto receio...só posso desconfiar que o senhor é um incompetente e tem receio de perder o lugar. Esta gente vive fora do mundo real. Para eles  avaliação, resultados e sucesso escolar são palavras proibidas.

Numa altura em que tanta coisa interessante deve ser discutida na Educação, estes senhores apostam em mandar-nos areia para os olhos e em continuar a fabricar instabilidades e turbulências. Continue Sra. Ministra, não volte atrás nem uma virgula.

sinto-me:
publicado por uma E.E. às 18:07
link do post | favorito
De Pedro Santos a 14 de Setembro de 2006 às 11:29
Primeiro vou tecer um comentário que pode parecer ostensivo e agressivo, mas aqui vai: não se deveriam permitir comentários anónimos, independentemente do sitio que seja, pessoal ou institucional. É tão fácil escondermo-nos atrás do anonimato. Quando estamos convictos daquilo que dizemos e escrevemos, devemos faze-lo de peito aberto e de espírito livre. Os pais não percebem o comportamento dos professores, dizem que são autoritários e não ouvem o que lhes dizem. Digam-me, quando estamos certos daquilo que fazemos, aceitamos a crítica dos nossos pares, de quem possui competência técnica, e esses são os outros professores, e nem todos. Cada ciclo de ensino possui a sua especificidade, e não basta ser professor para se saber tudo. Dizem que a Ministra está a fazer um excelente trabalho, mas eu vejo que ela é professora universitária, uma realidade bem diferente do 1º ciclo, no outro lado do espectro do ensino. Poderão dizer que na sua equipa estão docentes dos vários níveis de ensino, mas a cabeça mandante tem ideias próprias, e as que estão por baixo conduzem a política de maneira a satisfazer essas mesmas ideias. A discriminação positiva dos professores deve ser um facto, mas os critérios devem ser objectivos e claros, respeitando os pressupostos das leis de trabalho nacionais e europeias. Ouvi um representante da CONFAP arguir que os professores não comparecem às actividades propostas por eles fora de horas ou ao fim-de-semana. Mas antes de ser professor, também sou pai e marido, também tenho deveres familiares, e não devo criticar quem não se predispõe a trabalhar fora de horas. Quem quer vai, quem não quer não vai, mas daí a podermos ser avaliados por essas presenças...
Que outros mecanismos dispõem os pais para avaliar os professores:
- faltas - não é necessário, existem os livros de ponto;
- sucesso escolar - não é necessário, existem as estatísticas;
- simpatia - perigoso, depende do prisma de quem olha;
- rigor e competência - existem os mecanismos da escola;
Então, de que forma vão ser avaliados os professores pelos pais? Gostava de saber para poder contrapor.
De uma E.E. a 15 de Setembro de 2006 às 22:34
Pedro,
Irei dar-lhe esses elementos, mas nesta semana o tempo foi terrivel, passou num instante, e não tive tempo nenhum para dedicar a este espaço.
Aliás, até aproveito para referir que tenho uma série de comentários de professores com ideias contrárias às minhas, que andam a pensar que não os publico apenas porque divergem do meu pensamento, mas não é por isso. Ainda não os publiquei porque, como lhes quero responder, não tenho tido tempo. Espero que aqui "nos encontremos" quando tal fôr possivel. Obrigado.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim

Menu

1.º ciclo

1.º post

Adenda ao 1.º Post

Associações de Pais

Avaliação

cavaco silva

cidadania

curiosidades

debate nacional sobre educação

encerramento de escolas

ensinar e meritocracia

escola

exames de Química 12.º

faltas

Ministra da Educação

mudanças

opinião

pais

parecer

paulo sucena

professores

prolongamento do horário

Refeições escolares

sindicatos

sondagem

tecnologias

todas as tags

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

subscrever feeds

blogs SAPO