Blogue de uma Encarregada de Educação

Arquivos

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

A Ver:

Posts recentes

Há algumas coisas que me ...

Coisas que nunca mudam

Professores portugueses s...

O medo dos pais

Sugestão

Curiosidades...

Férias e muita brincadeir...

"Apenas" uma sondagem

Maria de Lurdes Rodrigues...

Hoje não aplaudo o Minist...

Associações de Pais e Enc...

Bitaites há muitos. Opini...

Homenagem aos bons profes...

Maria de Lurdes Rodrigues...

Sindicatos dos professore...

Educação e Cidadania anda...

A Memória Curta e os Sind...

Debate Nacional sobre Edu...

Dar Futuro ao Interior / ...

Concessão de equivalência...

Explicações : ou a insufi...

Ainda as Tecnologias

Novas Tecnologias

Professores incapacitados

Ainda sobre euros - Refei...

Apenas algumas das mudanç...

Porque estou contente com...

Posts favoritos

Apenas algumas das mudanç...

Maria de Lurdes Rodrigues...

Bitaites há muitos. Opini...

Professores incapacitados

Educação e Cidadania anda...

Dar Futuro ao Interior / ...

Terça-feira, 5 de Setembro de 2006

O medo dos pais

Esta coisa de ter crescido já em Democracia, deixou-me com algum defeito genético para compreender o Medo. Oiço na sic notícias um senhor de bigode a falar pela Fenprof , daqueles que deve dar tantas aulas como eu, preocupadíssimo com a avaliação dos professores e o papel que os pais possam vir a ter nessa avaliação. Tanto medo, tanto receio...só posso desconfiar que o senhor é um incompetente e tem receio de perder o lugar. Esta gente vive fora do mundo real. Para eles  avaliação, resultados e sucesso escolar são palavras proibidas.

Numa altura em que tanta coisa interessante deve ser discutida na Educação, estes senhores apostam em mandar-nos areia para os olhos e em continuar a fabricar instabilidades e turbulências. Continue Sra. Ministra, não volte atrás nem uma virgula.

sinto-me:
publicado por uma E.E. às 18:07
link do post | COMENTAR | favorito
9 comentários:
De Pedro Monteiro a 11 de Setembro de 2006 às 19:25
Sou contra a avaliação que os EE poderão vir a fazer aos professores. Concordo com a teoria que está por detrás da ideia. Quanto à sua aplicabilidade, duvido que seja coisa séria. Ou seja, faz sentido que os pais tenham algo a dizer sobre o processo educativo dos seus filhos, nomeadamente avaliando os professores. Na prática, bem… do contacto que tenho tido com EE ao longo dos anos, sou levado a dizer que a esmagadora maioria deles se desmarcam descaradamente das suas funções educativas, demonstrando imaturidade e muita irresponsabilidade na postura que deveriam assumir para levar ao sucesso educativo dos filhos. A postura da maior parte dos EE é incompreensível para qualquer pai ou mãe que se preze, que seja responsável, que acompanhe os seus filhos. Aliás, os poucos EE sérios que existem, desconhecem esta realidade! Uma realidade que é reflexo da sociedade que temos e cuja mudança urge tanto. Qualquer professor que exerça a sua profissão de forma séria, não tem receio que os pais tenham algo a dizer sobre eles, sob a forma de avaliação, desde que esses pais sejam igualmente sérios no seu papel de educadores. E é aqui que a coisa falha! Informalmente, aqui e acolá, ao longo da nossa carreira, já fomos avaliados pelos pais, através de comentários. E ouvem-se coisas boas, confesso, quando vindas de pessoas sérias. Por isso, não é por aí que vem o medo. O medo vem dos pais pouco ou nada sérios, que interpretarão este seu novo papel de avaliadores, como uma forma de poder adquirido para manipular, punir e denegrir esse ícone da autoridade que é um professor. Não será o peso da avaliação em si, provavelmente insignificante, a gerar o receio, mas o efeito perverso que terá essa oportunidade para avaliarem. Fá-lo-ão publicamente, aos quatro ventos, em frente dos filhos, dos vizinhos, dos filhos dos vizinhos e, se puderem, para as câmaras de uma televisão. Minguar a autoridade dos professores será, rapidamente, uma missão generalizada para quem já perdeu, há muito, autoridade sobre os próprios filhos! Qualquer educador minimamente consciente, julgo eu, tem consciência da importância da autoridade (não se confunda com autoritarismo) na educação dos jovens, ainda mais quando se trata de grupos relativamente grandes de jovens! O receio dos sindicatos, bom, esse é outro… Quanto à Ministra da Educação, por mais correctas que possam ser as suas medidas, que são discutíveis, deita-as a perder nas atitudes e comentários, num ataque deprimente a uma classe profissional, a transbordar ódios e, possivelmente, recalcamentos. Que ataque os maus profissionais, que ataque a balda, que ataque o que está incorrecto, mas que não meta tudo e todos no mesmo saco! Assim, sou levado a desconfiar que, por detrás destas medidas todas, não estará uma vontade séria de melhorar o ensino, mas outra motivação qualquer, obscura…
De uma E.E. a 12 de Setembro de 2006 às 14:23
Pedro,

É um gosto receber opiniões contrárias à minha, fundamentadas e sérias como a sua. Espero que perceba que NÃO estou a ser irónica. Obrigou-me a pensar. Faz todo o sentido o que diz. Infelizmente a maioria dos cidadãos adora um “escandalozinho”, como comprovam as taxas de audiências do jornal da noite mais pimba que temos na televisão portuguesa. O seu discurso (e estou a falar da avaliação) é muito interessante.

Mas como em tudo temos de ponderar a relação beneficio/prejuízo. E digamos que essa avaliação tem o beneficio de trazer os pais a participar do processo educativo dos seus filhos, não prejudicando todos os pais "sérios", só porque há alguns não o são, e pouco prejuízo, pois o que possa advir da utilização maliciosa do mecanismo, será sempre insignificante, pois o seu peso no processo também o é.

Decidir vai caber a quem legitimidade para tal. Só lhe digo ainda e outra vez que gostei bastante de saber a sua opinião, embora contrária à minha.

Comentar post

mais sobre mim

Menu

1.º ciclo

1.º post

Adenda ao 1.º Post

Associações de Pais

Avaliação

cavaco silva

cidadania

curiosidades

debate nacional sobre educação

encerramento de escolas

ensinar e meritocracia

escola

exames de Química 12.º

faltas

Ministra da Educação

mudanças

opinião

pais

parecer

paulo sucena

professores

prolongamento do horário

Refeições escolares

sindicatos

sondagem

tecnologias

todas as tags

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

subscrever feeds

blogs SAPO